© Por Danny Reis, criado com Wix.com

  • Facebook Basic Black
  • LinkedIn Basic Black
  • Twitter Basic Black

January 18, 2018

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Não culpe o tradutor!

January 18, 2018

Você é uma dessas pessoas que assistem a um filme prestando atenção aos erros de tradução? OK, eu preciso admitir que muitos erros passam mesmo (palavra de revisora), mas como tradutora, me sinto na obrigação de esclarecer alguns pontos:

 

1) Títulos
Os títulos de filmes, livros e outras obras normalmente não são traduções, nem são sugeridos por tradutores. Estes até podem eventualmente dar sugestões, mas isso não significa que elas serão levadas em conta. Em geral, os nomes são escolhidos por profissionais de marketing — e aprovados pelos clientes.

 

2) Palavrões e expressões chulas
Pode ter certeza que o tradutor conhece bem o significado dos palavrões, mas nem sempre tem a liberdade de traduzi-las. Sim, muitos clientes pedem para amenizarmos certas expressões. E saiba que isso não acontece apenas com os filmes infantis.

 

3) Prazos x qualidade
No ofício da tradução existe uma questão que muitas vezes não é considerada: os prazos, quase sempre, são muito apertados. E como o tradutor precisa fazer muita pesquisa, essa questão compromete seriamente a qualidade do serviço.


Você já reparou, por exemplo, que a dublagem dos filmes de animação em geral é muito superior à dos demais filmes? Isso tem relação direta com os prazos, pois os produtores desses filmes costumam oferecer prazos bem mais realistas.

 

 Don't blame me!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now